Ok

By continuing your visit to this site, you accept the use of cookies. These ensure the smooth running of our services. Learn more.

22-08-2014

resumo

vide em braços

na pedra uma mão

embaraça-me a cabeça

anda às voltas com o corpo

não sei se serei. se serei ou não

há uma certa claridade na noite

e uma madrugada em cada dia

sei-me de mim e de ti

tu deitada. eu já vou

canto-me nas partes redondas da casa

mortalha a queimar

fumo desagradável no quarto, mas fumo.

abraço perdido

qual virgindade encontrada

obturador encravado

piano engasgado

ruído de fundo.